Atendimento: Segunda à Sexta, das 07h as 17h e Sábado das 07h as 12h - Entrega de Resultados em Domicílio - Consulte Taxas

Quando procurar um ortopedista?

Sempre surge a dúvida se o que estamos sentindo é realmente sério – e exige a busca por um profissional ortopedista, ou é apenas um incômodo cotidiano. Quando procurar um ortopedista dado as devidas situações?

Vamos te mostrar neste artigo a identificar momentos em que você deve procurar um ortopedista. Lembre-se que essas são orientações gerais e pode ser que seu caso necessite de uma ajuda profissional. Além disso, não dispense visitas recorrentes ao médico.

Sobre a ortopedia

A ortopedia é uma especialidade que se compromete a cuidar de todo o corpo no que se diz respeito a lesões e problemas na locomoção, com foco no tratamento e diagnóstico em músculos, ossos, articulações e movimentos.

O profissional saberá identificar com base na observação de seu corpo ou leitura de exames diagnósticos se existem riscos ao sistema locomotor, podendo indicar tratamentos com medicação ou encaminhamento para outras especialidades, tal como a fisioterapia.

Demais especialidades podem até atuar no tratamento de questões que envolve a ortopedia, mas é o profissional correto que possui a expertise para fazer o acompanhamento e averiguação do contexto de seu quadro médico.

Quando procurar um ortopedista?

Muitas vezes você receberá um encaminhamento vindo de um médico clínico geral para a ortopedia, mas muitas vezes é certeira a necessidade da opinião do profissional ortopedista.

É muito fácil que as pessoas que acostumem com dores e dificuldades de locomoção tratando o assunto, com certo descaso, como algo recorrente na vida. A verdade é que existe possibilidade de melhora na qualidade de vida ao corrigir, por exemplo, dores frequentes nas costas.

Se existe algum incômodo ou uma forte dor repentina relacionado ao sistema locomotor, atrapalhando o seu cotidiano, causando desconforto e baixa na qualidade de seu dia, pode ser que seja necessário uma visita ao ortopedista.

Aprenda a observar o seu corpo e seja uma pessoa ativa com sua saúde

É claro que muitas dores sentidas são consequências de acontecimentos do cotidiano. Por exemplo, você pode sentir dor nas articulações da região das pernas depois de passar muito tempo em pé em um festival de música.

Saiba distinguir aquilo que é repentino do que é recorrente, também considerando quando existe algo de grande intensidade de dor e dificuldade de locomoção.

Lembre-se que este artigo apenas serve para informar sobre a utilidade da especialidade médica e jamais substituirá um diagnóstico.

Deixe uma resposta

Fechar Menu